História - ITAPISSUMA

Ir para o conteúdo

Menu principal:

História

A CIDADE
O local onde hoje fica a cidade de Itapissuma foi, primitivamente, uma aldeia indígena situada entre o mar e o Rio Itapissuma. Ali, em 1588 foi fundada uma Vila, por iniciativa de padres Franciscanos. A Vila surgiu entre duas camboas (pequenas depressões artificiais junto ao mar onde, na maré baixa, fica retido o peixe que ali penetra na preamar) e os alagados de Bacurinho, ao Norte, e de Suruajá, ao Sul.
Em 1646, ainda quando do domínio holandês (que terminaria em 1654), foi construída uma ponte ligando a Vila de Itapissuma à Ilha de Itamaracá - à época capitania do donatário Duarte Coelho. Mais tarde, essa ponte seria substituída por uma outra, atualmente denominada Ponte Getúlio Vargas. Também no século XVII, por iniciativa do padre português Camilo de Mendonça, foi construída a primeira capela de Itapissuma, a de São Gonçalo de Amarante.
Como boa parte dos municípios pernambucanos, a evolução de Itapissuma se deu da seguinte forma: Aldeia, Povoado, Vila, Distrito e Município autônomo. O Distrito foi criado pela lei municipal nº 11, de 30 de novembro de 1892, subordinado ao município de Iguarassú. Pela lei estadual nº 8.952, de 14/05/1982, foi elevado à categoria de Município, sendo instalado a 31 de janeiro de 1983, constituído apenas do distrito-sede.
De origem Tupi-Guarani, a palavra Itapissuma quer dizer "pedra negra", ou seja, derivaria de Ita que significa pedra e de xuma que significa negra. A palavra era usada para designar as grandes pedras negras e moles que existiam às margens do Canal de Santa Cruza, à beira do qual está localizada a cidade, no Litoral Norte de Pernambuco.[6]

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Itapissuma, pela lei municipal nº 11, de 30 de novembro de 1892, subordinado ao município de Iguarassú.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Itapissuma figura no município de Iguarassú.
Pelas leis municipais nºs 4, de 3 de março de 1909 e 31, de 15 de dezembro de 1916, o distrito de Itapissuma foi extinto, sendo seu território anexado ao distrito sede do município de Iguarassú.
Pela lei nº 105, de 25 de outubro de 1922, é recriado o distrito de Itapissuma e anexado ao município de Iguarassú.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Itapissuma figura no município de Iguarassú.
Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31 de dezembro de 1936 e 31 de dezembro de 1937.
Pelo decreto-lei estadual nº 235, de 9 de dezembro de 1938, o município de Iguarassú passou a grafar Igarassu.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o distrito de Itapissuma figura no município de Igarassú.
Em divisão territorial datada de 1 de julho de 1960, o distrito de Itapissuma permanece no município de Igarassu.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1 de janeiro de 1980.
Elevado à categoria de município com a denominação de Itapissuma, pela lei estadual nº 8952, de 14 de maio de 1982, desmembrado do município de Igarassu. Sede no antigo distrito de Itapissuma. Constituído do distrito sede. Instalado em 31 de janeiro de 1983.
Em divisão territorial datada de 1988, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

fonte.https://pt.wikipedia.org/wiki/Itapissuma
 
Rua Manoel Lourenço, 16 - Centro Itapissuma- CEP:53700-000 Fone: 81 35481647 CNPJ:08.637.399/0001-28
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal